O objetivo da iniciativa é reunir profissionais e colaboradores da instituição com assistidos, a fim de dar visibilidade a casos vitoriosos de atuação da DPU. Em maio de 2017, foi a primeira vez que a data foi celebrada em Brasília. O evento também marca o Dia Nacional da Defensoria Pública, comemorado em 19 de maio.


Um dos papeis da DPU é oferecer assistência jurídica gratuita a migrantes que, muitas vezes, não conseguem se estabelecer porque não sabem dos seus direitos. Saiba como a instituição pode atuar na defesa dos direitos das pessoas que vêm ao Brasil em busca de melhores condições de vida.


Para defensores públicos federais que contribuíram com sugestões ao texto, a lei traz avanços, ao levar em conta os direitos humanos e não apenas a segurança nacional. A DPU atua na proteção dos direitos dos estrangeiros, por meio do Grupo de Trabalho Migrações e Refúgio.


Hoje são 800 mil indígenas em todo o país, divididos em 305 etnias. Um dos principais problemas das comunidades se refere à demarcação de terras. A DPU atua com o Grupo de Trabalho Comunidades Indígenas, para garantir os direitos a essa população. Além da questão territorial, outro foco de muitos problemas e reclamações é a questão da saúde indígena.


No dia 7 de abril, comemora-se o Dia Mundial da Saúde, dedicado a conscientizar as pessoas sobre a importância da saúde. A saúde é direito de todos e é dever do estado prestar serviços que atendam os cidadãos. Quando há falha na oferta dos serviços, as pessoas podem procurar assistência jurídica gratuita na Defensoria Pública da União.