slide rs seminário suas plateiaPorto Alegre – O defensor público-chefe substituto da unidade de 1ª Categoria da Defensoria Pública da União em Porto Alegre (RS), Geórgio Endrigo Carneiro da Rosa, participou na segunda-feira (20) de seminário regional para debater a atual situação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), promovido pela Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados. Com mediação da deputada federal Maria do Rosário, lideranças políticas e de movimentos sociais e autoridades do poder público reuniram-se no auditório da Procuradoria Regional da República da 4ª Região, na capital gaúcha, para traçar um panorama e debater os principais desafios da assistência social no país.

O defensor Geórgio Endrigo Carneiro da Rosa argumentou que não adianta apenas aumentar os recursos públicos na assistência social se as outras políticas públicas não forem eficientes. “É importante identificar quais as principais causas da vulnerabilidade social para atacá-las, para aplicar recursos públicos nessas questões específicas”. Ele apresentou dados sobre o custo dos albergues e abrigos, em que pode ser constatado que o “custo por usuário é altíssimo e o serviço é de baixíssima qualidade. Com tais valores seria possível garantir moradia definitiva a esses usuários”, disse.

Ainda, o defensor falou que um levantamento realizado sobre o Programa Minha Casa Minha Vida mostrou que o projeto beneficiou bem mais as famílias com renda superior a R$ 2 mil do que as de renda inferior. Outra questão abordada foi a renda do bolsa-família para uma pessoa que está na extrema pobreza: R$ 87. “Tal valor não garante sequer a sua alimentação mensal, portanto a política de transferência de renda é ineficiente”, afirmou.

Entre os participantes do evento, estava a procuradora de justiça do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos, da Saúde e da Proteção Social do Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS), Angela Salton Rotunno; o vice-presidente da Comissão Especial de Previdência Social da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional RS (OAB-RS), Tiago Beck Kidricki; a presidente do Conselho Municipal de Assistência Social de Porto Alegre, Maria de Fátima Cardoso do Rosário; e o representante do Movimento Nacional da População de Rua (MNPR) no RS, Anderson Ferreira.

GGS/MGM
Assessoria de Comunicação Social
Defensoria Pública da União