conciliacao portalRecife – A Defensoria Pública da União (DPU) no Recife e a Caixa Econômica Federal realizaram, na quarta-feira (18), a sexta rodada de conciliação extrajudicial deste ano, no bairro da Ilha do Leite, na capital pernambucana. Os assistidos da DPU foram chamados para uma tentativa de solução administrativa dos seus problemas com a Caixa. Entre as questões propostas para acordo figuram desbloqueio de senha de conta corrente e renegociações de financiamento de imóvel.

O.V.S. foi uma das participantes da conciliação e procurou a DPU para solicitar levantamento de saldo bancário em uma conta corrente de uma agência da Caixa em São Paulo no valor de R$ 645, em 30 de março de 2016. Ela informou que abriu uma conta em 12 de junho de 2003 a pedido de sua empregadora para depósito do salário, no entanto, quando foi retirar o dinheiro, havia esquecido da conta. Logo depois, viajou para o Piauí para cuidar do sogro e não sacou esse dinheiro.

Em 2009, O.V.S. veio morar junto com sua família em Pernambuco e, quando compareceu à Caixa para saber sobre a inscrição no programa Bolsa Família, foi informada pelo gerente do local que já estava recebendo o benefício. Porém, o dinheiro estava sendo depositado em sua conta corrente de São Paulo, que ela não sabia mais a senha. Na ocasião, ela foi orientada a ir à agência de São Paulo para fazer uma nova senha. O.V.S. alegou não ter condições financeiras de ir a São Paulo para solicitar uma nova senha, mas não conseguiu nenhuma outra solução com a Caixa.

Na audiência de conciliação, foi realizado um acordo para solução da controvérsia em que a Caixa se prontificou a abrir uma nova conta corrente ou poupança para transferência do valor, devendo a cidadã comparecer a uma das agências do banco de sua escolha. E após a realização da transferência, O.V.S. se comprometeu a solicitar o encerramento da conta de São Paulo com o gerente de atendimento de sua nova agência para a vinculação do benefício do Bolsa Família à nova conta.

Participaram da conciliação representando a DPU no Recife, o defensor público federal Marco André Breta Ananias de Oliveira, o economista Rodrigo Pereira Coutinho e a estagiária Brenda Araújo dos Santos. Também integraram as audiências, a advogada da Caixa Rebecca Meira Virginio e prepostos do banco para cada caso.

JRS/MGM
Assessoria de Comunicação Social
Defensoria Pública da União