slide am professora palestraBProfessora Thays de Araújo realiza palestra para reeducandas na Escola Giovanni Fligliuolorasília – Motivada pelo 3º Concurso de Redação da DPU, a professora Thays Coelho de Araújo, 24, realizou palestra para as internas da Penitenciária do Regime Semiaberto de Manaus (AM) com o tema do certame – Mais Direitos, Menos Grades!

Thaís de Araújo, que é professora de língua portuguesa e mestranda em estudos da linguagem pela Universidade Federal do Amazonas, disse que já fez algumas pesquisas relacionadas às práticas de letramento em unidades prisionais do Amazonas e que, também por isso, teve a ideia de realizar a palestra com as reeducandas da Escola Giovanni Fligliuolo.

A iniciativa aconteceu por meio de parceria formada pelo Governo do Estado do Amazonas/Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP), Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia do Amazonas (IFAM). A ideia é promover a melhoria das condições de educação no sistema prisional do estado.

Desde 2016, o Amazonas admite a remição de pena pela leitura no âmbito dos estabelecimentos penais, quando foi instituído o Projeto Encontro com a Leitura - Ler Liberta. Porém, a professora entende que o sistema penitenciário ainda é carente de atividades educacionais. “Acredito que projetos e concursos de redação no sistema carcerário brasileiro devem ser estimulados e realizados com frequência, visto que a linguagem escrita ocupa um papel minoritário nos estabelecimentos prisionais brasileiros”, disse.
Sobre o Concurso de Redação da DPU, Thays de Araújo avaliou que essa é uma ótima atividade para potencializar a transformação dos internos no ambiente prisional. “O 3° Concurso de Redação da DPU foi uma oportunidade de estimular a produção escrita de sujeitos segregados pelo cárcere e fazer com que eles pudessem posicionar-se politicamente diante do contexto de violência no qual vivem”, afirmou.

A palestra ministrada para as internas do semiaberto teve como objetivos centrais: discutir e refletir sobre o Sistema Penal brasileiro; pensar em propostas para humanização do sistema carcerário do país; e compreender técnicas de redação para participar do 3º Concurso de Redação da DPU.

ALC/MGM
Assessoria de Comunicação Social
Defensoria Pública da União